Candeeiros

Ordenar crescente por preço
ordem preço
crescente
Ordenar decrescente por preço
ordem preço
decrescente
Ordenar por nome
ordem
alfabetica
todos
novidades
top
vendas
promoções

Mais informações sobre Candeeiros

Sabia a evolução dos candeeiros ....

Um candeeiro ou luminária é um dispositivo que serve para distribuir, filtrar ou transformar a luz. Geralmente o candeeiro é coberto por um abajur para impedir que o utente veja a luz diretamente da lâmpada, mas podem possuir diversos tamanhos e formas tendo em conta o espaço que visam iluminar.
Pela sua forma, podem-se classificar como:
• Candeeiros de pé, que se apoiam no chão
• Candeeiros de mesa, que se colocam sobre mesas
• Candeeiros de teto, que se fixam ao teto
À medida que a ciência e a técnica e, consequentemente, a tecnologia foram evoluindo, as formas e a utilização do candeeiro de iluminação desenvolveram-se, permitindo o prolongamento das horas do “dia”, alterando, assim, os hábitos sociais e aumentando os tempos de partilha de informação. A lucerna (utilizada pelos romanos), a tocha e as velas iluminavam através de utilização de gordura animal, de azeite e de cera. As velas permaneceram como única fonte de luz artificial durante 1400 anos. No século XVIII eram feitas de sebo ou cera de abelhas, que eram reservadas aos ricos. Posteriormente foi inventado o lampião a óleo (candeeiro a óleo) que permitiu que várias atividades fossem realizadas durante a noite, como ler, jogar cartas com conforto, escrever ou costurar. Na tentativa de utilizar combustíveis mais limpos e ter uma luz mais clara os empresários desenvolveram querosene, extraído do petróleo. A principal alternativa para o candeeiro de querosene era a luz a gás. Mas o gás gerava fuligem e deixava os tetos, cortinas e estofos enegrecidos. Atualmente a iluminação faz-se através de candeeiros elétricos de vários tipos. Alguns deles funcionam através de lâmpadas de halogéneo e de um reóstato como interruptor/regulador de intensidade luminosa ou ainda através de um sensor/ interruptor de movimento. Hoje em dia o candeeiro é um produto tecnológico que está presente, praticamente, em todas as casas. Apresentam várias formas, componentes simples ou sofisticados, conforme o local e a função a que se destinam. Na base de funcionamento dos candeeiros está a corrente elétrica.


Evolução histórica do candeeiro
1. O Candeeiro
2. Evolução histórica À medida que a ciência e a técnica e, consequentemente, a tecnologia foram evoluindo, as formas e a utilização do candeeiro de iluminação desenvolveram-se, permitindo o prolongamento das horas do “dia”, alterando, assim, os hábitos sociais e aumentando os tempos de partilha de informação.
3. Evolução histórica A lucerna (utilizada pelos romanos), a tocha e as velas iluminavam através de utilização de gordura animal, de azeite e de cera.
4. Evolução histórica As velas permaneceram como única fonte de luz artificial durante 1400 anos. No século XVIII eram feitas de sebo ou cera de abelhas, que eram reservadas aos ricos. Posteriormente foi inventado o lampião a óleo que permitiu que varias atividades fossem realizadas durante a noite, como ler, jogar cartas com conforto, escrever ou costurar.
5. Evolução histórica Na tentativa de utilizar combustíveis mais limpos e ter uma luz mais clara os empresários desenvolveram querosene, extraído do petróleo. A principal alternativa para o lampião de querosene era a luz a gás. Mas o gás gerava fuligem e deixava os tetos, cortinas e estofos enegrecidos. o
6. Evolução histórica Atualmente a iluminação faz-se através de candeeiros elétricos de vários tipos. Alguns deles funcionam através de lâmpadas de halogéneo e de um reóstato como interruptor/regulador de intensidade luminosa ou ainda através de um sensor/ interruptor de movimento.
7. Na atualidade Atualmente o candeeiro é um produto tecnológico que está presente, praticamente, em todas as casas. Apresentam várias formas, componentes simples ou sofisticados, conforme o local e a função a que se destinam.
8. Na atualidade
9. A corrente elétrica Na base de funcionamento dos candeeiros está a corrente elétrica. A corrente elétrica é o movimento dos eletrões ao longo do condutor elétrico. Os eletrões ao movimentarem-se á volta o núcleo do átomo podem libertar-se e ir ocupar o espaço livre deixado pelos eletrões do átomo seguinte, num circuito fechado, movimentando-se ao longo do condutor. O movimento dos eletrões ao longo do condutor é a corrente elétrica.
10. A corrente elétrica
11. Como se produz a energia elétrica? A produção da energia elétrica é feita maioritariamente em centrais hidroelétricas, termoelétricas e nucleares, mas cada vez mais se procura utilizar outras fontes de energia para a sua produção.
12. Como se produz a energia elétrica? Todos estes tipos de energia fazem acionar um gerador cujo movimento vai originar a corrente elétrica.
13. Riscos na produção da energia elétrica A produção da energia elétrica requer cuidados especiais e deve ser feita de forma sustentável.
14. Transporte e distribuição
15. Circuito elétrico
16. FIM

Para mais informações sobre candeeiros contacte um dos assistentes da Ricardo e Vaz.