Biombos

Ordenar crescente por preço
ordem preço
crescente
Ordenar decrescente por preço
ordem preço
decrescente
Ordenar por nome
ordem
alfabetica
todos
novidades
top
vendas
promoções

Mais informações sobre Biombos

Sabia que...

Um biombo é um objecto, geralmente amovível, que serve para proteger ou ocultar uma área dentro de um compartimento de uma casa ou escritório.
É normalmente construído por vários painéis sólidos e ornamentados, podendo ser formado por uma armação de bambu, madeira ou metal que suporta um material mais leve, como seda, papel, vidro, melanina, lamitex, porcelana, tecido...
O nome parece vir da língua japonesa: "biô-bu".

Dispomos de vários modelos de biombos de escritório.

Mais curiosidade sobre biombos

By?bu, protetores de vento japoneses
Byobu ( ?? ) são biombos feitos, geralmente com vários painéis unidos, os quais se dobram, de modo a ficar de pé sobre o chão. Sua principal utilidade é como divisor de ambientes ou então como barreira contra o vento. O termo faz sentido, já que a palavra Byobu significa literalmente ?proteção contra o vento?.

Embora os Byobus aparentemente sejam objetos simples e práticos, eles são muitas vezes, tão elaborados e decorados, que acabam se tornando belos exemplos de arte japonesa, considerados, inclusive verdadeiras obras de arte. Os Byobus são usados como tela de fundo para vasos de flores ou de cerâmica e são apetrechos essenciais que acompanham a cerimônia do chá e ikebana (arranjos florais).

O byobu, assim como o Kakemono ( Kakejiku ) e o Ikebana, faziam parte da decoração interior de castelos e casas no Japão antigo, onde adicionavam elegância e status à decoração. Os byobus tradicionais são feitos com papel washi, madeira fina ou bambu, folhas de ouro e são pintados à mão, sendo 100% artesanais. Como o espaço entre os painéis é reduzido, a pintura geralmente flui de painel a painel, compondo um só desenho.

Origem do Byobu
Sua origem está na China, desde antes da dinastia Han (206 aC ~ 220 dC) e foi importado para o Japão no período Nara, por volta do século 8, quando artesãos japoneses começaram a fazer seus próprios Byobus, influenciados pelos padrões chineses. Através de diferentes eras japonesas, Byobu evoluiu em estrutura e design, juntamente com as técnicas e os materiais utilizados:
Período Nara (646-794): O Byobu de seis painéis foram os mais comuns no período Nara, e estavam cobertas de seda e conectado com couro ou cordões de seda, onde os painéis eram unidos por uma estrutura de madeira. Eram utilizados como mobília na corte imperial, principalmente em cerimônias importantes.
Período Heian (794-1185): Por volta do século 9, o Byobu eram indispensável nas residências dos daimyo (senhores feudais), templos budistas e santuários. Eram usados dobradiças de metal em forma de moeda para conectar os painéis.
Período Muromachi (1392-1568): O byobu tornou-se mais popular e os japoneses passaram a aplicaram seu estilo próprio, o que o diferenciava do design chines. As dobradiças de metal foram substituídos por papel, que permitiam dobrar facilmente em ambas as direções, além de serem consideradas mais leves e bonitas.
O Byobu de dois painéis também eram comuns, e nessa época os artistas criaram novas técnicas de pintura, muitas vezes monocromáticas, com temas da natureza, paisagens japonesas e personagens históricas, culturais ou do folclore japonês.

Período Azuchi-Momoyama (1568-1603) e Edo (1603-1868): O Byobu se tornou símbolo de status e sua popularidade continuou a aumentar. Nessa época, os senhores feudais e os samurais exibiam os byobos em suas casas como símbolos de riqueza e poder. Eram feitos com fundos de folhas de ouro (kinpaku) e pinturas altamente coloridas, que descreviam a natureza e cenas da vida cotidiana.
Período moderno: Hoje em dia os byobus tradicionais perderam um pouco da sua popularidade e a maioria hoje são fabricados a baixo custo por máquinas no Japão ou importados da China. Os autênticos se tornaram artigos raros, no entanto, ainda é possível encontrar o Byobu artesanal, produzido principalmente por famílias que ainda preservam as tradições desse tipo de artesanato milenar.

O Byobu pode ser classificado pelo número de painéis:
Tsuitate Byobu: Um painel único que se mantem em pé com pés de madeira em sua base. Foi o que deu origem aos outros. Atualmente encontrado em lojas, restaurantes e outros locais.
Nikyoku Byobu, Furosaki Byobu ou Nimaiori Byobu: Dois painéis e surgiu em meados do período Muromachi. Eles são uma característica fundamental na cerimônia do chá japonês ou usadas para separar os cômodos da casa. Possuem cerca de 60 centímetros de altura e 85 centímetros de largura.

Yonkyoku Byobu: Quatro painéis de telas.foram comuns durante o Período Kamakura e Muromachi. Eles foram posteriormente utilizados em cerimônias Seppuku e nas salas de espera de casas de chá no Período Edo.
Rokkyoku Byobu ou rokumaiori Byobu: Seis painéis. É o mais popular dentre todos, medindo cerca de 1,5 metros de altura e 3,7 metros de largura.

yobu também podem ser classificados pela sua utilização ou temas:
Furosaki Byobu: Significa ?Tela de frente para a lareira? e eram colocados atrás da lareira em cerimônias do chá.
Ga no Byobu: Significa ?telas da longevidade?. Foram usados desde o período Heian para celebrar a longevidade através de poemas escritos neles, embelezada com pinturas de pássaros e flores nas quatro estações do ano.
Shiro-e Byobu: Telas pintadas em tinta ou em superfícies de mica branca de seda, amplamente utilizada no período Edo em cerimônias de casamento e mais especificamente em quartos de bebês, chamados também de Ubuya Byobu ?tela de berço?. Eles retratam muitas vezes tsurus, tartarugas, bambu e Phoenix.
Makura Byobu: Significa ?tela travesseiro?. Possui cerca de 50 centímetros de altura, geralmente dois ou quatro painéis, usados em quartos como um rack de roupas e outros acessórios, e também para preservar a privacidade.
Koshi Byobu: Ligeiramente mais alto do que Makura Byobu , utilizada durante o período Sengoku , colocado atrás do anfitrião para tranquilizar os hóspedes que ninguém está se escondendo atrás da tela.